SP quer antecipar crédito para evitar que GM saia do país

O governo de São Paulo estuda socorrer a GM com antecipação de créditos de ICMS sobre os quais a empresa tem direito, para evitar que a empresa deixe o país.
Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o secretário de Fazenda e Planejamento do estado, Henrique Meirelles, disse que a medida pode ajudar a GM a abater impostos devidos.
O governo estuda, no entanto, como fazer isso sem ferir a Lei de Responsabilidade fiscal, que veta qualquer tipo de renúncia fiscal sem que haja em contrapartida a criação de receita compensatória.
O governo deve se reunir em 31 de janeiro para discutir a situação da GM e não descarta uma reunião com a própria empresa na mesma data.
As empresas fabricantes de veículos e autopeças acumulam um saldo de crédito de imposto ICMS devido à diferença de alíquota entre estados ou ainda nas operações de exportações que são isentos de tributação. A ideia em discussão no caso da GM seria antecipar esse crédito.
​Em comunicado, divulgado no último domingo (20), o presidente da GM no Mercosul, Carlos Zarlenga (foto), disse que a montadora passa por momento crítico no Brasil, que a empresa teve grandes perdas nos últimos três anos e que voltar a investir localmente depende de um doloroso plano para voltar a lucrar. Postado: 23/01/2019 Imposto de renda, IR

Deixe o seu comentário

0Comentários

Voltar