Pequenos negócios tem saldo de emprego 45% maior que em 2017

Micro empresas sustentam emprego no país

Uma notícia animadora. De acordo com um levantamento do Sebrae, feito com base em números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, nos primeiros seis meses deste ano a geração de emprego nas micro e pequenas empresas já superou em 44% a ocupação de vagas formais no segmento entre janeiro e junho de 2017.
O levantamento de junho mostra que, pelo sexto mês consecutivo, os pequenos negócios sustentaram a geração de empregos no país, enquanto as médias e grandes registraram saldo negativo de 12,8 mil empregos. Neste primeiro semestre, as empresas de micro e pequeno porte acumulam saldo positivo de 352 mil vagas, número 13 vezes maior do que o saldo verificado entre as médias e grandes corporações no mesmo período.
Os pequenos negócios rurais foram os principais responsáveis por sustentar a geração de empregos no país em junho deste ano, com a criação de 23,4 mil postos de trabalho, seguidos pelos pequenos negócios do setor de Serviços, com a ocupação de 9,3 mil vagas.
No acumulado do primeiro semestre de 2018, os pequenos negócios do setor de Serviços foram os que mais geraram empregos, ao criar 217,3 mil postos de trabalho, quase três vezes a mais que os pequenos negócios da Agropecuária (76,4 mil empregos). O único setor em que os pequenos negócios acumulam saldo negativo de empregos neste primeiro semestre de 2018 foi o Comércio.
  Postado: 25/07/2018

Deixe o seu comentário

0Comentários

Voltar