Governo adia horário de verão para 18 de novembro

Motivo são as provas do Enem

Quem curte achou ruim. Quem não gosta, comemorou. A verdade é que o governo federal adiou mais uma vez o início do horário de verão, desta vez para o dia 18 de novembro, a pedido do Ministério da Educação (MEC). Anteriormente, o horário de verão estava previsto para começar no dia 21 de outubro, depois passou para 4 de novembro por conta do segundo turno das eleições. A decisão de passar para dia 18 de novembro foi confirmada pelo Palácio do Planalto na quarta-feira.
O MEC pediu a alteração no mês passado ao presidente Michel Temer por causa da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O primeiro domingo de provas coincidiria com a data em que os relógios deveriam ser adiantados em uma hora, em parte do País. A pasta temia que os candidatos perdessem o exame, caso as provas fossem aplicadas no mesmo dia da mudança dos relógios.
Um decreto do dia 15 de dezembro do ano passado definiu o início do horário de verão para o primeiro domingo de novembro. Antes do decreto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) havia solicitado que a mudança não coincidisse com o segundo turno das eleições deste ano, marcado para 28 de outubro.
As datas das provas do Enem só foram divulgadas pelo Ministério da Educação em 18 de janeiro deste ano - considerando 4 e 11 de novembro. A coincidência das datas só foi percebida recentemente e então o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela prova, ao se dar conta da coincidência das datas, solicitou ao MEC que pedisse a alteração do início do horário de verão. Postado: 04/10/2018

Deixe o seu comentário

0Comentários

Voltar